GLICEROL





AVISO SOBRE O ÍNDICE:Esta página fornece informações para esclarecer algumas questões básicas sobre esse ingrediente ativo, medicina, patologia, substâncias ou produtos. Não é exaustivae, portanto, não expõe todas as informações disponíveis não substitui a informação que pode fornecer seu médico.Como a maioria dos medicamentos têm riscos e benefícios. Quaisquer questões adicionais sobre este ou outros medicamentos deve conversando com o seu médico que serve. – Para consultar a literatura clic aquí

GLICEROL Ações terapêuticas.

Diurético. Antiglaucomatoso. Laxante.

 

GLICEROL Propriedades.

O glicerol (glicerina) eleva a osmolaridade do sangue, para dar lugar a um aumento no fluxo de água desde os espaços extravasculares ao plasma. A diminuição de líquido no olho por osmose produz uma diminuição da pressão intra-ocular elevada, enquanto que a diminuição do líquido do cérebro e do líquido cefalorraquidiano, pelo mesmo mecanismo, produz uma diminuição da pressão intracraniana elevada e do volume e da pressão do líquido cefalorraquidiano. Esse fármaco metaboliza-se no fígado e elimina-se principalmente por via renal. Administrado por via retal, exerce um efeito laxante hiperosmótico não-salino. Atrai água para as fezes, especialmente na região retal, além disso lubrifica e amolece a massa de matéria fecal impactada; com o uso do glicerol com o laxante (geralmente em forma de supositórios) obtêm-se resultados entre 15 minutos e uma hora depois da aplicação.

 

GLICEROL Indicações.

Glaucoma. Prisão de ventre.

 

GLICEROL Posologia.

a) Como diurético e antiglaucomatoso. Dose habitual para o adulto: oral de 1 a 1,5g por kg de peso corporal como dose única. Se for necessário podem-se administrar doses adicionais de 500mg por kg de peso corporal em intervalos aproximados de 6 horas. Dose habitual pediátrica: oral, 1 a 1,5g por kg de peso corporal ou 40g de m 2 de superfície corporal como dose única. Se for necessário pode-se repetir a dose em quatro ou oito horas. b) Como laxante: administra-se por via retal, em forma de supositório que contém 2 a 8g de glicerol.

 

GLICEROL Reações adversas.

Confusão, arritmias. Irritação da região anal.

 

GLICEROL Precauções.

Não foram realizados estudos sobre um possível efeito prejudicial do glicerol na gravidez e na reprodução. Desconhece-se se o glicerol é excretado no leite materno; no entanto, não foram descritos problemas em seres humanos.

 

GLICEROL Interações.

Diuréticos, incluindo os inibidores da anidrase carbônica.

 

GLICEROL Contraindicações.

A relação risco-benefício deve ser avaliada nos seguintes problemas clínicos: doença cardíaca, estados de confusão mental, desidratação severa, diabetes mellitus, hipervolemia, doença renal.



  • glicerina diuretico
  • GLICEROL ORAL

  • glicerol diuretico

  • glicerol pressão intracraniana
  • Uso de glicerol na gravidez
  • novedades android

Comentarios:

Loading Facebook Comments ...
Deja tu comentario
Tu Comentario