PALIPERIDONA





AVISO SOBRE O ÍNDICE:Esta página fornece informações para esclarecer algumas questões básicas sobre esse ingrediente ativo, medicina, patologia, substâncias ou produtos. Não é exaustivae, portanto, não expõe todas as informações disponíveis não substitui a informação que pode fornecer seu médico.Como a maioria dos medicamentos têm riscos e benefícios. Quaisquer questões adicionais sobre este ou outros medicamentos deve conversando com o seu médico que serve. – Para consultar a literatura clic aquí-

PALIPERIDONA Ações terapêuticas.

Antipsicótico.

 

PALIPERIDONA Propriedades.

É um antipsicótico que pertence ao grupo dos derivados benzisioxálicos. Trata-se do metabólito ativo do antipsicótico neuroléptico atípico risperidona. Como ocorre com a risperidona, considera-se que o mecanismo íntimo de ação poderia ser devido ao bloqueio combinado tanto dos receptores dopaminérgicos D 2 como dos receptores serotoninérgicos tipo 2A (5HT 2A). Possui uma eficácia clínica similar à dos neurolépticos clássicos, porém com menor índice de efeitos secundários. Outros efeitos causados pela paliperidona seriam explicados pelo bloqueio dos receptores adrenérgicos a 1 e a 2, e histaminérgicos H 1, não apresentando efeito sobre os receptores b 1- e b 2-adrenérgicos ou sobre receptores colinérgicos muscarínicos. Após sua administração oral a biodisponibilidade é de 28%. Possui uma elevada união protéica (74%) e sua meia-vida é de 23 horas aproximadamente. A eliminação ocorre por via urinária (80%) e pelas fezes (11%).

 

PALIPERIDONA Indicações.

Esquizofrenia.

 

PALIPERIDONA Posologia.

Recomenda-se iniciar com 6mg 1 vez ao dia administrado pela manhã. Na dependência da resposta a dose pode ser aumentada em 3mg a cada 5-7 dias, sendo a dose máxima diária recomendada 12mg.

 

PALIPERIDONA Reações adversas.

Registraram-se como as mais freqüentemente observadas: agitação, ansiedade, sonolência, enjôos, cefaléias, hipercinese, insônia, agressividade, sialorréia, constipação, náuseas e vômitos, dores abdominais, visão turva, hipotensão ortostática, hipertonia, parkinsonismo, hiperpirexia, prolongamento do segmento QT, hiperprolactinemia.

 

PALIPERIDONA Precauções.

Foram relatados casos de síndrome neuroléptica maligna (SNM), como ocorre com outros fármacos correlatos. Recomenda-se evitar o manejo de veículos e operar maquinarias perigosas. Não se deve associar com bebidas alcoólicas nem usar durante a gravidez.

 

PALIPERIDONA Interações.

Usar com precaução com outras drogas com ação sobre o SNC, inclusive o álcool. Pode antagonizar o efeito da levodopa e de outros agonistas dopaminérgicos. Além disso, pode haver potenciação da ação dos fármacos anti-hipertensivos.

 

PALIPERIDONA Contraindicações.

Hipersensibilidade ao fármaco.



  • para que serve paliperidona
  • paliperidona

  • paliperidona efeitos colaterais
  • paliperidona e risperidona
  • para que serve a paliperidona
  • novedades android
Comparte esta nota:

Comentarios:

Loading Facebook Comments ...
Deja tu comentario
Tu Comentario