IMIGLUCERASE





AVISO SOBRE O ÍNDICE:Esta página fornece informações para esclarecer algumas questões básicas sobre esse ingrediente ativo, medicina, patologia, substâncias ou produtos. Não é exaustivae, portanto, não expõe todas as informações disponíveis não substitui a informação que pode fornecer seu médico.Como a maioria dos medicamentos têm riscos e benefícios. Quaisquer questões adicionais sobre este ou outros medicamentos deve conversando com o seu médico que serve. – Para consultar a literatura clic aquí

 

Sinônimos.

R-GCR.

IMIGLUCERASE Ações terapêuticas.

Doença de Gaucher.

 

IMIGLUCERASE Propriedades.

A imiglucerase ou b-glicocerebrosidase recombinante dirigida a macrófagos é a enzima que cataliza a hidrólise do glicolipídeo glicocerebrósido a glicose e ceramida, como parte da via normal de degradação dos lipídeos de membrana. Casualmente a doença de Gaucher caracteriza-se por uma deficiência funcional da atividade enzimática da imiglucerase e pelo acúmulo do glicocerebrósido nos macrófagos teciduais denominados células de Gaucher. O fármaco deve ser administrado por perfusão intravenosa e, após a perfusão, a atividade enzimática plasmática diminui rapidamente com uma meia-vida entre 3,6 e 10,4 minutos.

 

IMIGLUCERASE Indicações.

Doença de Gaucher não neuropática ou neuropática crônica como terapia de substituição enzimática a largo prazo.

 

IMIGLUCERASE Posologia.

Administra-se por perfusão intravenosa (IV) em dose iniciais de 60 U/kg uma vez a cada 2 semanas. Como alternativa, pode-se indicar uma infusão a uma velocidade que não supere 1U/kg por minuto. Doses baixas, 2,5U/kg, 3 vezes por semana, ou 15U/kg, 1 vez a cada 2 semanas, demonstraram efeito benéfico sobre a organomegalia e os parâmetros hematológicos.

 

IMIGLUCERASE Reações adversas.

Foram observados alguns efeitos indesejáveis vinculados à via de administração: dor local, prurido, queimação, edema ou abscesso estéril. Em cerca de 3% dos pacientes apresentaram-se fenômenos de hipersensibilidade como urticária, angioedema, vermelhidão, taquicardia, rubor facial, erupção cutânea, rash cutâneo, sintomas respiratórios.

 

IMIGLUCERASE Precauções.

Durante o primeiro ano de tratamento formam-se complexos IgG diante da imiglucerase em aproximadamente 15% dos pacientes tratados e têm maior probabilidade de desencadear reações de hipersensibilidade. Também foram referidas reações anafilactóides. Nestes casos recomenda-se reduzir a velocidade da infusão e tratar com anti-histamínicos e corticóides. Durante a gravidez, o fármaco somente deverá ser usado, se for considerado estritamente necessário, após avaliação da relação risco-benefício tanto para a mãe como para o feto.

 

IMIGLUCERASE Interações.

Não há estudos a respeito de interações.

 

IMIGLUCERASE Contraindicações.

Hipersensibilidade ao fármaco.



Comparte esta nota:

Comentarios:

Loading Facebook Comments ...
1 Comentario en IMIGLUCERASE
  1. Gerri dice:

    I was seosurily at DefCon 5 until I saw this post.

Deja tu comentario
Tu Comentario