IFOSFAMIDA





AVISO SOBRE O ÍNDICE:Esta página fornece informações para esclarecer algumas questões básicas sobre esse ingrediente ativo, medicina, patologia, substâncias ou produtos. Não é exaustivae, portanto, não expõe todas as informações disponíveis não substitui a informação que pode fornecer seu médico.Como a maioria dos medicamentos têm riscos e benefícios. Quaisquer questões adicionais sobre este ou outros medicamentos deve conversando com o seu médico que serve. – Para consultar a literatura clic aquí

IFOSFAMIDA Ações terapêuticas.

Citostático. Antiproliferativo imunodepressor.

 

IFOSFAMIDA Propriedades.

Um metabólito da ifosfamida, a ifosforamida, liga-se a algumas estruturas intracelulares, as quais incluem os ácidos nucléicos. A ação citotóxica da ifosfamida deve-se principalmente ao entrecruzamento das cadeias de DNA e RNA, como também à inibição da síntese protéica. A ifosfamida tem uma farmacocinética dependente da dose. Com doses simples de 3,8 a 5g/m 2, as concentrações plasmáticas diminuem de forma bifásica, e a meia-vida de eliminação é de 15 horas. Com doses de 1,6 a 2,4g/m 2/dia, as concentrações plasmáticas diminuem de forma monoexponencial e a meia-vida de eliminação é de aproximadamente 7 horas.

 

IFOSFAMIDA Indicações.

Combinando-se com alguns outros agentes antineoplásicos, a ifosfamida é indicada como quimioterápico de terceira linha para o carcinoma testicular de células germinais. Deve-se administrar junto com um agente profilático (mesna) para evitar o aparecimento de cistite hemorrágica.

 

IFOSFAMIDA Posologia.

A ifosfamida deve ser administrada durante 5 dias consecutivos de forma intravenosa, em doses de 1,2g/m 2 ao dia. O tratamento deverá ser repetido a cada 3 semanas ou após a recuperação da toxicidade hemática (plaqueta > 100.000/ml; recontagem de glóbulos brancos > 4.000/ml). Para prevenir a toxicidade vesical, a ifosfamida deve ser administrada com uma intensa hidratação, consistindo em pelo menos 2 litros de líquido por via oral ou IV ao dia. Deve-se utilizar junto com um agente protetor como a mesna, para prevenir a cistite hemorrágica, e ministra-se em infusão IV lenta pelo menos durante 30 minutos.

 

IFOSFAMIDA Precauções.

Deve ser usada com precaução em pacientes com deterioração da função renal e naqueles com compromisso de suas reservas de medula óssea, bem como na presença de leucopenia, granulocitopenia, metástases extensas na medula óssea, radioterapia prévia ou tratamento anterior com outros agentes citotóxicos.

 

IFOSFAMIDA Contraindicações.

O uso continuado da ifosfamida é contra-indicado em pacientes com função da medula óssea gravemente deprimida. Tampouco é recomendável seu uso em pacientes com hipersensibilidade à ifosfamida.



Comparte esta nota:

Comentarios:

Loading Facebook Comments ...
Deja tu comentario
Tu Comentario