FLURAZEPAM





AVISO SOBRE O ÍNDICE:Esta página fornece informações para esclarecer algumas questões básicas sobre esse ingrediente ativo, medicina, patologia, substâncias ou produtos. Não é exaustivae, portanto, não expõe todas as informações disponíveis não substitui a informação que pode fornecer seu médico.Como a maioria dos medicamentos têm riscos e benefícios. Quaisquer questões adicionais sobre este ou outros medicamentos deve conversando com o seu médico que serve. – Para consultar a literatura clic aquí

 

FLURAZEPAM Ações terapêuticas.

Hipnótico.

 

FLURAZEPAM Propriedades.

Pertence quimicamente ao grupo dos benzodiazepínicos. Seu efeito evidencia-se por redução significativa do tempo de latência para conciliar o sono, mantendo-o sem interrupções por períodos de 7 a 8 horas. Sua meia-vida é de 2,3 horas e sua metabolização hepática origina metabólitos ativos como o desalquilflurazepam (meia-vida entre 30 e 200 horas) e o N-1-hidroxietilflurazepam (meia-vida de 2 a 4 horas). Seu equilíbrio cinético plasmático é alcançado em 7-10 dias. A eliminação renal é lenta.

 

FLURAZEPAM Indicações.

Insônia de diferentes tipos e intensidade. Dificuldade para conciliar o sono, despertares noturnos freqüentes e/ou matutinos muito cedo.

 

FLURAZEPAM Posologia.

Por via oral, em dose única de 15mg a 30mg/dia, ao deitar-se. Em pacientes debilitados ou geriátricos, recomenda-se começar com 15mg e depois ajustar a dose se necessário. Não foi estabelecida a dose para crianças menores de 15 anos.

 

FLURAZEPAM Superdosagem.

Sonolência, confusão e enjôos. Recomendam-se imediata lavagem gástrica e tratamento sintomático.

 

FLURAZEPAM Reações adversas.

Pode provocar sonolência diurna. Raramente observam-se confusão, depressão mental, câimbras, visão turva, irritabilidade, obstipação, diarréia, sensação de enjôo, boca seca, dor de cabeça, náuseas e vômitos.

 

FLURAZEPAM Precauções.

Evitar funções onde a falta de atenção aumenta o risco de acidentes (operar máquinas pesadas, dirigir automóveis etc.). Não consumir álcool nem outros depressores do SNC durante o tratamento. Ocorrência da síndrome de abstinência por suspensão abrupta do fármaco. O seu uso prolongado pode levar a dependência física e psíquica. Não utilizar durante a gravidez (risco de teratogenia) e o aleitamento. O flurazepam atravessa a placenta e atua sobre o SNC do feto.

 

FLURAZEPAM Interações.

Fármacos que causam sinergismo, em especial os depressores do SNC que levam a dependência (aumentam o risco de dependência).

 

FLURAZEPAM Contraindicações.

Hipersensibilidade ao flurazepam ou a outros benzodiazepínicos. Pacientes com glaucoma de ângulo fechado.



  • flurazepam interações
  • posologia de flurazepam
  • FLURAZEPAM
  • interações do flurazepam
  • flurazepam posologia

  • novedades android

Comentarios:

Loading Facebook Comments ...
Deja tu comentario
Tu Comentario